sábado, 23 de abril de 2011

PALMARES: Vítimas das enchentes continuam morando em Lonas

Todos os estados que sofreram com as enchentes do ano passado (2010) ainda permanecem com centenas de famílias morando em abrigos improvisados, sem nenhuma previsão de quando serão fornecidas moradias novas. Essa é a situação vivida pelas famílias que perderam tudo na enchente do Rio Una, em Palmares, município localizado a 120 quilômetros de Recife.
As famílias são obrigadas a morar em tendas apertadas, quentes e sem qualquer infra-estrutura. Nem mesmo comida e água são fornecidas pela prefeitura. Segundo os relatos das vítimas, a única forma que os trabalhadores têm para se manter é por meio das doações. “O sol queima mesmo aqui dentro. Não é só o calor que incomoda. Nos dias de chuva é preciso improvisar com plásticos para não molhar o pouco que foi salvo e está amontoado nas barracas. Até água para beber é problema” (O Globo, 23/1/2011).


Segundo relato dos desabrigados, o governo de Pernambuco, bem como a prefeitura de Palmares, está mantendo as vítimas das enchentes em condições desumanas. Não bastasse ter que enfrentar as tragédias, perder suas casas e todos os pertences, alguns inclusive perderam seus entes – as famílias ainda tem que enfrentar os ataques posteriores. Para se ter idéia do absurdo, além de não oferecer qualquer assistência as vítimas, a política da prefeitura é de inclusive acabar com os abrigos improvisados. De acordo com as denúncias, os funcionários da prefeitura estão pressionando diariamente os desabrigados para que os mesmos aceitem a esmola de R$ 150 que recebem para se manterem (auxílio-moradia).


A proposta é de um absurdo sem tamanho. O valor não paga nem mesmo o aluguel, que dirá ser o suficiente para manter as famílias – que inclusive terão que comprar todos os móveis que foram perdidos nas enchentes. O objetivo do governo é acabar de vez com os abrigos sem, no entanto, fornecer as moradias que a prefeitura tem por obrigação construir para os atingidos pelas enchentes. Mesmo tendo recebido verbas para as moradias, Dez meses já se passaram sem que nenhuma casa tenha sido entregue. A previsão inclusive é a de que as mesmas só sejam entregues em dezembro.


É óbvio que as famílias não conseguirão se manter, nos acampamentos, pois é um verdadeiro inferno.
Clique e veja o vídeo:


video

FONTE: www.girope.com.br/noticias.php?id=10778
Outras notícias de nossa missão está em:
http://mravacaria.blogspot.com/

Abraços e uma Feliz e Abençoada Páscoa!

Marisa do Amaral

Um comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Uma irmandade chamada Provincia São Francisco de Assis. Um grupo de 105 mulheres de várias etnias e regiões desse país chamado Brasil. Estão presentes em vários países desse globo. Tem como opção de vida seguir Jesus Cristo ....

Seguidores

Arquivo do blog